magazine RISCO ZERO n3 - page 51

/51
Luanda, 07/07- A Directora do Gabenete da Inspecção Públi-
ca, Ondina Neto, considerou quinta-feira (dia 2 de Julho), que
a função pública tem vindo a consolidar o seu papel cada vez
mais relevante na melhoria da prestação de serviços públicos
de qualidade e acessíveis ao cidadão, bem como para a redu-
ção do desequilíbrio de género.
Ondina Neto, falava durante a abertura do seminário sobre
“O papel da função pública na autonomização das mulheres
a inovação e acessibilidade aos sistemas de prestação de ser-
viço”, que marcou o dia Africano do Serviço Público assina-
lado a 23 de Junho.
Segundo a responsavel , em 2014 as províncias do Cunene,
Benguela, Luanda, Huambo, Huíla, Cuanza Sul e Cuando
Cubango detinham na função pública uma percentagem
igual ou superior a 40 porcento das mulheres, o que demons-
tra uma tendência positiva no conjunto das medidas emana-
das pelo Executivo, tendo em conta que nos anos anteriores a
percentagem era de 35 (2012) e 36 (2013).
A responsavel, referiu igualmente que o mesmo visa o em-
ponderamento da mulher, assente no aumento dos níveis de
competências, bem como em igualdade de circunstância con-
correndo para a prestação de trabalho no sector público admi-
nistrativo. “A instituição pública incorpora no seu artigo 23º, o
princípio da igualdade de género e da não discriminação em
função do sexo”, elucidou.
Destacou o facto de este ano a celebração desse dia coincidir
com a comemoração dos 40 anos de independência da inde-
pedência nacional, período durante o qual a função pública
tem vindo a consolidar o seu papel cada vez mais relevante
na melhoria da prestação de serviços públicos de qualidade e
acessíveis ao cidadão.
Luanda, 16/07 - Quatrocentos e cinquenta formandos foram
matriculados para frequentarem o II ciclo de formação do cor-
rente ano, no Centro de Formação feminino do distrito urbano
do Rangel, segundo o director da instituição, Fragoso Carlos.
O responsável prestou a informação durante a cerimónia de
abertura do II ciclo de formação, realizada terça-feira (dia 14 de
Julho), em Luanda, por aquela instituição de formação femini-
na do distrito urbano do Rangel.
De acordo com o responsável, quatrocentos dos formandos são
do sexo feminino e 50 masculino, que vão frequentar a forma-
ção nas áreas de corte costura, pastelaria e culinária, emprega-
da domestica, decoração entre outros.
Acrescentou que no primeiro ciclo do ano em curso o referido
centro formou mais de quatrocentos jovens.
Referiu igualmente que em 2014 mais de mil e duzentos candi-
datos foram inscritos na instituição, dos quais 910 foram matri-
culados, sendo 731 mulheres e 179 homens.
Fragoso Carlos exortou os colaboradores a formar nova consci-
ência comportamental nos recém-formados, quanto a sua inte-
gração no mercado de trabalho.
A fonte fez saber igualmente que o centro tem organizado pa-
lestras constantes com temas importantes da actualidade, que
tem ajudado os formandos e as suas famílias.
Na ocasião, o embaixador da Republica Popular da China fez a
entrega de matérias didácticos, equipamentos musicais ao Mi-
nistério da Administração Pública Trabalho e Segurança Social
(MAPTSS).
Estiveram presentes ao encontro, o ministro da Administração
Pública Trabalho e Segurança Social, António Pitra Neto, o
embaixador da Republica Popular da China em Angola, Gao
Kexiang, a directora do Instituto Nacional de Emprego e For-
mação Profissional, Olinda Nacachenhe, o administrador ad-
junto do distrito urbano do Rangel, Júlio Tavares, entre outras
individualidades.
ANGOLA:
ESTADO CONTINUA
APOSTADO NA REDUÇÃO DO
DESEQUILÍBRIO DE GÉNERO
NA FUNÇÃO PUBLICA
ANGOLA:
MAIS DE 400 JOVENS
MATRICULADOS NO II CICLO
DE FORMAÇÃO NO CENTRO
FEMININO DO RANGEL
1...,41,42,43,44,45,46,47,48,49,50 52,53,54,55,56,57,58,59,60,61,...68