magazine RISCO ZERO n3 - page 19

/19
ENTREVISTA A
DRA.
EVELIZE FRESTA
O que é a Medicina do Trabalho?
Em poucas palavras, é a especialidade médica que tem por finalidade a protecção da
saúde contra os riscos profissionais, incluindo actuação clínica e de saúde pública. O
fundamental é reconhecermos que o trabalho, para além dos seus aspectos “positivos”,
pode também prejudicar a saúde do trabalhador no caso do ambiente de trabalho ter al-
guma toxicidade (por exemplo poeiras, químicos, ruído, etc.) ou devido tipo de trabalho
que é feito (por exemplo, trabalhar muitas horas seguidas num computador). Quanto
mais tóxico o ambiente, quanto menos “ergonómica” (menos adaptada às pessoas) é a
actividade e quanto mais anos de trabalho nessas condições, maior é o risco de apre-
sentar doenças profissionais ou acidentes de trabalho.
Desde quando existe Medicina do Trabalho?
Desde a chamada “Revolução Industrial” que iniciou na Inglaterra entre 1760 e 1830 –
quando o trabalho artesanal foi sendo substituído pelo trabalho nas fábricas, reunindo
grande número de trabalhadores e maquinaria – tornaram-se cada vez maiores e mais
evidentes os riscos para a saúde dos trabalhadores. Doenças respiratórias (nas minas,
cimenteiras e outras), doenças cancerígenas, doenças da pele, da visão, da audição,
da motricidade e mesmo psicológicas (como a depressão), assim como os acidentes
e consequentes traumatismos (nas obras de construção civil e não só) – dependendo
dos riscos envolvidos em cada empresa e posto de trabalho – põem em causa a saúde
ou mesmo a vida dos trabalhadores e reflectem-se negativamente na produtividade e
rentabilidade das empresas.
O médico italiano Bernardino Ramazzini é apontado como “pai da Medicina do Traba-
lho” pela contribuição do seu livro “As Doenças dos Trabalhadores” (1700) no qual rela-
ciona dezenas de profissões com os principais problemas de saúde apresentados pelos
trabalhadores. A revisão “Da Medicina do Trabalho à Saúde do Trabalhador” publicada
em 1991 por René Mendes e Elizabeth Dias é muito elucidativa sobre a evolução dos
conceitos e práticas nesta matéria. Em termos institucionais, a Organização Interna-
Médica, Especialista em Medicina do Trabalho
1...,9,10,11,12,13,14,15,16,17,18 20,21,22,23,24,25,26,27,28,29,...68